betmotion

Área Internacional da CNI

Financiamento e garantias às exportações

As empresas apoiadas por instrumentos públicos de financiamento chegam a exportar quase 15% a mais, ampliam seus mercados em até 70% e aumentam seu número de funcionários em até 10%. Programas similares são adotados em mais de 90 países e têm tido cada vez mais protagonismo na política comercial das principais economias.

Saiba mais 

Prioridades para 2021

 

Sensibilização do governo

barreiras-em-3-mercadosPrancheta 5.png


Defender a importância, para o setor privado, da preservação, do aprimoramento e fortalecimento dos instrumentos públicos de financiamento e garantias às exportações.

Instrumentos públicos de financiamento às exportações

icon-Prancheta 47.png


Defender a previsibilidade e regularidade nos recursos do Proex Equalização e do Proex Financiamento disponibilizados ao longo do ano; defender as propostas prioritárias do setor privado para o aumento da eficácia do Proex, além da adoção de medidas para incrementar o financiamento do BNDES-Exim Pós-Embarque.

Instrumentos privados de financiamento e garantias às exportações

Prancheta 12.png


Defender as propostas prioritárias do setor privado que incluem a atração dessas entidades para o financiamento das exportações.

Governança do sistema público de financiamento e garantias às exportações

Prancheta 1.png


Defender a incorporação das propostas prioritárias do setor privado, tais como segurança jurídica, tempestividade e condições para atração de instituições financeiras, no processo de reforma do sistema público de financiamento às exportações.

Instrumentos públicos de garantias às exportações

Prancheta 2.png


Defender a revisão da decisão de liquidação da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias S.A. (ABGF); e a concentração de suas atividades no seguro de crédito à exportação; e defender as propostas sobre a gestão dos instrumentos de garantias às exportações.

Arranjo de Créditos à Exportação da OCDE

acordos-comerciaisPrancheta 11.png


Defender a adesão do Brasil ao Arranjo sobre Diretrizes para Créditos Oficiais à ExportaçãodaOrganização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e fomentar a participação ativa do governo brasileiro no processo de revisão do acordo com objetivo de modernizar o sistema brasileiro e de assegurar uma competição em pé de igualdade entre empresas.

topo
betmotion Mapa do site